Clube do Remo vence o ABC diante de expressiva torcida e deixa a zona de rebaixamento

0
77

O Leão Azul entrou em campo, no Mangueirão, na décima sexta rodada do Brasileirão da Série C, para enfrentar a equipe do ABC (que vinha de uma boa vitória no último jogo sobre o Salgueiro por 2 a 0).

O Clube do Remo, jogando em casa na noite deste domingo (29) e embalado por sua torcida, que não negou incentivo, pois o Clube do Remo vinha de uma boa vitória fora de casa e, com isso, motivando os torcedores a comparecerem em peso para apoiar o Leão de Antônio Baena.

A partida começou com o ABC atacando, mas a zaga e o goleiro Vinicius mostravam segurança e evitaram que o Clube do Remo tomasse gol. Quando a equipe azulina sofreu o seu primeiro ataque, o Clube do Remo resolveu ir pra cima ainda mais. Aos 18 minutos do primeiro tempo, Nininho (Clube do Remo) cobrou escanteio e a zaga do ABC afastou. A bola sobrou para Bruno Maia (Clube do Remo), que cruzou e Vacaria (Clube do Remo), mandou de cabeça para o gol, mas o árbitro acabou marcando o impedimento do jogador remista.

O Leão Azul não parava de atacar, sendo, realmente, superior no jogo. Enquanto que a equipe do ABC se defendia, tentando encontrar chance de gol nos contra ataques. Porém, o Clube do Remo estava bem organizado em campo, embora errando muitos passes. Assim ficou até acabar a primeira etapa, com um preocupante placar de 0 a 0.

Na segunda etapa, o ABC tentou voltar para o jogo logo de início, mas o Clube do Remo não ficava por baixo e, também, saiu para um combate mais aberto. Aos quatro minutos, o Leão Azul partiu para mais um ataque e, na área do ABC, a bola ficou no bate e rebate, até sobrar para o Dedeco (Clube do Remo), que ficou sozinho, de cara com o goleiro, mas acabou chutando em cima dele. Ou seja: ficava sem gols até aquele momento a partida.

No lance seguinte, Rodriguinho (Clube do Remo), impediu a saída da bola para a lateral, cortou um zagueiro e cruzou para Gabriel Lima (Clube do Remo) que, cabeceando bem, levou o goleiro do ABC a fazer uma bela defesa, jogando a bola para escanteio e levando o torcedor à loucura e com muito mais ânimo.

A partida começou a ficar emocionante, com jogadas lá e cá, mas deixando os torcedores preocupados, pelo gol ainda não ter acontecido. Principalmente porque, aos 25 da segunda etapa, aconteceu um lance de perigo para o Clube do Remo. Marcos Júnior (ABC), deixou Leomir (ABC), de cara com o goleiro Vinícius (Clube do Remo), mas o goleiro azulino saiu do gol e tirou do pé do jogador do ABC na hora H. A neutralização do perigo deu um alívio para o torcedor azulino.

O Clube do Remo tentava de todas as maneiras abrir o placar. Isac (Clube do Remo) arrancou pelo lado direito e mandou rasteiro para o outro lado, sobrando a pelota para Elielton (Clube do Remo) que chutou em cima do goleiro, que rebateu. A bola ainda voltou para o jogador, que tocou para Eliandro (Clube do Remo) que demora para chutar e acabou perdendo a bola. Mais esta jogada errada tirou o torcedor remista do sério.

Apesar de tanta demora, finalmente a solução para o torcedor azulino aconteceu nos últimos minutos do jogo. Rodriguinho (Clube do Remo) recebeu a bola e cruzou. A pelota desviou no zagueiro Bruno Maia e caiu nos pés de Dedeco (Clube do Remo), que chutando de primeira, mandou para o fundo do gol, enlouquecendo a torcida do Leão Azul, que estava com o grito de gol entalado na garganta. Isso aos 41’42”. Desse modo, a torcida explodiu no Mangueirão, após tanta demora para o gol sair. Esta salvadora jogada leva o Clube do Remo a sair, não só da lanterna, como também da zona de rebaixamento.

Mas as emoções fortes não acabaram por aí. Aos 45 minutos, surge um ex-azulino que quase estraga a festa do Leão Azul. Igor (ABC), cruzou a bola na área e o ex jogador azulino, Leandro Cearense (ABC), cabeceia à queima roupa, forte e certeiro. Mas o goleiro Vinícius espalmou com as pontas dos dedos e a bola bate no travessão, sobrando para Higor Leitte (ABC), que manda de bicicleta para fora. Depois deste susto (outro alívio para o torcedor azulino) o Clube do Remo passa a enrolar o jogo até o árbitro apitar o seu final. Com 1 a 0 a seu favor, o Clube do Remo deixa a zona de rebaixamento de vez.
Agora, com esta vitória bem sofrida, o Clube do Remo não apenas se livra da lanterna, como, também, deixa a zona de rebaixamento, ultrapassando as equipes de Salgueiro e Juazeirense, já que ambos ficam na zona. O Clube do Remo, assim, vence a sua primeira final das três (já que, para o Clube do Remo, todos são jogos decisivos) considerando que cada jogo é uma final.

A próxima partida dos azulinos será contra o Salgueiro, no estádio Cornélio Barros (no interior de Pernambuco), na próxima segunda feira (06), às 21:15. Assim, a torcida azulina espera mais uma boa partida como foi contra o ABC. Afinal, já são duas vitórias seguidas do Leão Azul e três partidas sem tomar gol.

Deixe um comentário