Leão Azul pressiona, não sai do 0 a 0 mas deixa o Mangueirão sob aplausos

0
61
Remo e Ypiranga não saíram do zero

O Clube do Remo voltou a jogar em casa, após bons resultados nos dois jogos fora, e a torcida compareceu em peso em busca da liderança do grupo B da série C. O time azulino entrou embalado para enfrentar o Ypiranga (RS) na noite de segunda-feira (20/05), no estádio do Mangueirão.

Bola rolando, em menos de um minuto de jogo, ao sair nos toques de bola, a sobra fica com Carlos Alberto (Clube do Remo), que chutou rasteiro no canto esquerdo do goleiro Deivity (Ypiranga) .

O “Leão Azul” não deixava o adversário sair para o jogo e tentava, de qualquer maneira, conseguir o gol. Por isso pressionava o time gaúcho.

Aos 38 minutos, o lateral e estreante Michel (Clube do Remo) lançou a bola na área adversária. O goleiro Deivity (Ypiranga) saiu mal e socou a bola, que sobrou nos pés de Carlos Alberto (Clube do Remo) e este chutou para o gol, mas Wesley (Ypiranga) corta de cabeça, tirando das redes o que seria o primeiro gol do jogo.

O primeiro lance perigoso do time gaúcho saiu aos 44 minutos dessa etapa inicial. Dois jogadores do Ypiranga (RS) (Paulinho e Jackson) se atrapalharam no lance e, apesar de ficarem cara a cara com o goleiro Vinícius, o chute saiu fraco.
O primeiro tempo, apesar de encerrar com placar em branco, agradou a galera remista e o time azulino saiu aplaudido por sua torcida, que viu a equipe paraense não se entregar em campo.

No segundo tempo, não foi diferente. O Clube do Remo ia para cima do time gaúcho, enquanto estes esperavam apenas um contra ataque para matar o jogo. Com um minuto de jogo, o volante Ramires (Clube do Remo) recebeu na pequena área, invadiu e tocou para o gol, mas em cima da linha o zagueiro Marcão (Ypiranga) afastou de qualquer maneira, evitando mais uma vez o gol do “Leão Azul”.
A pressão azulina continuava. No lance seguinte, Carlos Alberto (Clube do Remo) arriscou de longe e o goleiro Deivity (Ypiranga) fez uma boa defesa, espalmando para o lado. No lance seguinte, o árbitro marcou impedimento.

Aos 12 minutos, lance de perigo do Clube do Remo. O meia Douglas Packer (Clube do Remo) arriscou de longe. A bola desviou no time adversário e a bola bateu na trave. O time e a torcida azulina ficaram sem acreditar.

O último lance de perigo do jogo, saiu do cruzamento de Alex Sandro (Clube do Remo) para a cabeçada de Ramires (Clube do Remo). O goleiro Deivity (Ypiranga) fez “milagre” no Mangueirão. Assim terminou a partida, na qual nos 90 minutos o Clube do Remo tentava a busca do gol, mas este não veio e terminou a partida em 0 a 0. Porém, reconhecendo o empenho dos jogadores e o esforço em busca do gol, a torcida aplaudiu o “Leão Azul” na sua saída de campo.

Com esse empate, o Clube do Remo se mantém no G-4, ficando em 3° lugar, com oito pontos, atrás de Volta Redonda (RJ)(líder) e Juventude (RS)(2° colocado), também com oito pontos. Quem fecha o G-4 é o Paysandu, com sete pontos. Por sua vez, o Ypiranga (RS) ficou na quinta posição, com cinco pontos.
Renda: R$331.880,00
Público pagante: 15.084
Público total: 17.849

O próximo adversário do Clube do Remo será o Atlético (AC), no próximo domingo (26/05), às 16 horas, no Mangueirão.

Deixe um comentário