Remo perde fora de casa e se aproxima de novo do rebaixamento

0
60

Uma partida que teve de tudo (até nos últimos segundos de jogo), não faltando bom ânimo, mas também, confusão. Assim foi o confronto entre Clube do Remo e Santa Cruz, em Recife.

A equipe azulina jogou nesse último domingo (8) a décima terceira rodada do brasileirão da Série e precisava vencer para, pelo menos, se aproximar das outras equipes para tentar sair da zona de rebaixamento.

O Clube do Remo entrou bem na partida, com alguns ataques assustando o goleiro adversário. Porém, o resultado não aparecia e quem acabou aproveitando foram os donos da casa com gol de estreante, aos 11 minutos da primeira etapa. Robinho (Santa Cruz) recebeu pelo canto direito e cruzou para o jogador mais falado e experiente Pipico (Santa Cruz) que, sozinho, sem marcação acabou mandando de cabeça para o fundo do gol, fazendo 1 a 0 para o Santa Cruz. Mas a partir daí, só deu Clube do Remo. Ataque contra defesa, tentando de qualquer maneira fazer o gol do empate. Mesmo assim, de nada adiantava a tentativa. Houve, ainda, um lance polêmico, aos 30 minutos. Elielton (Clube do Remo), arrancou pelo lado direito e cruzou a bola que, batendo claramente no braço do jogador adversário que disputava bola com o atacante Isac (Clube do Remo) configurou penalidade máxima. Mas o árbitro mandou seguir com a jogada e assim terminou o primeiro tempo, com 1 a 0 para o Santa Cruz.

Na segunda etapa, o Clube do Remo veio jogando melhor do que no primeiro tempo, mais uma vez tentando buscar o gol do empate. Entretanto, nada dava certo. A equipe azulina, tentava o gol, chutando de longe e de perto, mas ou ia pra fora ou parava nas mãos do goleiro do Santa Cruz. Aos 42 do 2° tempo, veio a bola que poderia ser o empate, Geandro (Clube do Remo) cruzou e Eliandro(Remo), cabeceando bem,  acertou o travessão, com a bola batendo no chão e  saindo. E nada da rede balançar a favor do Clube do Remo. Para  piorar a situação, fazendo valer o ditado de “quem não faz, leva”, o Santa Cruz acabou arrancando uma falta, nos acréscimos, e Charles (Santa Cruz) cobrou bem a infração. Para sua sorte, contou com um desvio no meio do caminho que enganou o goleiro Vinícius (Clube do Remo), que viu a bola morrer no fundo da rede. Estava decretada nova derrota azulina. Santa Cruz 2 a 0 sobre o Remo. Mas a tensão do jogo não parou por aí, porque, mais adiante houve confusão no banco de reservas do Clube do Remo, pois Vacaria (Clube do Remo) acabou expulso, o que só aumentou mais ainda a confusão toda.  Paralizando a partida por alguns minutos. Ao retornar, o confronto no gramado foi encerrado, com o placar de 2 a 0. Contudo, a confusão mais uma vez recomeçou. Mesmo com o término da partida, Geandro (Clube do Remo) também acabou expulso, mesmo depois da partida finalizada.

Com esta derrota, o Clube do Remo permanece na lanterna, só que em uma situação pior do que antes, já que a equipe do Botafogo PB (adversário da próxima partida) venceu o ABC, de Natal, e com isso deixou os remistas mais para baixo na pontuação. A equipe do Juazeirense havia empatado com o Globo, por 1 a 1, que é um bom resultado para o Clube do Remo. Porém, o Leão Azul volta a jogar agora no sábado (14) contra o Botafogo, PB, no estádio do Mangueirão, em Belém, precisando mais do que nunca da vitória, já que com essa partida só faltarão cinco jogos para se livrar do rebaixamento, caso vença todos. Hoje, o Clube do Remo tem 11 pontos, ocupando a última posição e à sua frente, também na zona, temos Juazeirense, com apenas 13 pontos. O primeiro fora da zona é  o Salgueiro com 15 pontos.

Vídeo: Esporte Interativo

Deixe um comentário